(85) 3278 4008 (85) 99987 1144 - 24h icone facebook icone instagram

Vitamina D: um nutriente importante para a saúde da gestante e do bebê.

Vitamina D

Muito se fala da importância do ácido fólico para o desenvolvimento saudável do bebê ao longo da gestação. O que muitos não sabem é que além deste nutriente, existem outros que fazem toda a diferença na formação do bebê e contribuem para uma gravidez e parto saudáveis e um dos nutrientes mais importantes para a saúde humana é a vitamina D e recentes pesquisas tem constatado que ela possui um papel fundamental durante a gestação!

Mas por quê?

Antes de tudo, vamos explicar bem direitinho as particularidades deste nutriente.

O que é a Vitamina D:

Também chamada de calciferol, a vitamina D pertence ao grupo das vitaminas lipossolúveis (assim como A, E e K), ou seja, aquelas que são absorvidas juntamente com a gordura dietética e acumuladas no fígado. Ela é produzida pelo corpo a partir dos derivados do colesterol presentes na pele que são sintetizados pela ação dos raios solares, também sendo encontrada em alguns alimentos de origem animal.

Uma das suas principais funções é regular o metabolismo do cálcio (favorece a absorção no intestino e a reabsorção renal), promove a absorção intestinal de fósforo e estimula os processos de mineralização adequada do esqueleto.

 Indispensável para o crescimento ósseo

A vitamina D é essencial para a mineralização adequada dos ossos e dentes, indispensável para o crescimento ósseo. Intervêm na regulação do metabolismo do cálcio e do fósforo, regulando sua absorção intestinal.

Uma grave deficiência de vitamina D pode causar raquitismo em crianças (o esqueleto não se desenvolve adequadamente porque o tecido ósseo não está devidamente mineralizado) e osteomalácia em adultos (ossos e dores musculares, fraqueza muscular, fragilidade óssea).

A vitamina D para as grávidas e mulheres que estão tentando engravidar:

Vitamina D

Segundo o obstetra Guilherme Loureiro, da Maternidade Paulistana, este hormônio também é essencial para quem está planejando ter um bebê, pois quando a mulher está em idade fértil, bons níveis de vitamina D no organismo induzem melhor à ovulação.

Nancy Huang, médica da Zodiac Produtos Farmacêuticos, afirma que estudos científicos têm mostrado a importância da vitamina D no bom funcionamento da fisiologia de fertilidade, ou seja, de que o bom nível da vitamina aumenta as chances da mulher engravidar.

A vitamina D é um imunoregulador.

As taxas equilibradas da vitamina D aumentam a produção de progesterona e de estrogênio, enquanto a carência do nutriente faz com que os sintomas da TPM piorem. Além disso, a vitamina D é um imunoregulador.

Ok, mas de que forma a vitamina D interfere numa gestação? Vamos explicar:

A carência de vitamina D está correlacionada a incidência de baixo peso do recém-nascido, com a diabete gestacional e ainda com a síndrome de pré-eclampsia, quando a mulher tem aumento da pressão arterial durante a gravidez.

Ação protetora da vitamina contra a infecção vaginal

As deficiências de vitamina D representam o risco de vaginose bacteriana que, se contraída durante a gravidez, pode aumentar a chance de complicações e partes prematuras. A ação protetora da vitamina contra a infecção vaginal, segundo pesquisadores, poderia ser a base para a atividade de suporte do sistema imunológico realizada por esta substância.

Essas infecções da gravidez também podem envolver a placenta. Para isso, complementar a dieta na gravidez com suplementos de vitamina D pode proteger a placenta, reforçando suas defesas imunes naturais.

 Estimula a produção de catelicidina

Uma pesquisa da Universidade da Califórnia Los Angeles (UCLA) mostrou que a presença de vitamina D estimula a produção de catelicidina, uma proteína com propriedades antimicrobianas capaz de combater o desenvolvimento de vasta gama de agentes patogênicos, como estafilococos, estreptococos e Escherichia coli.

A exposição normal ao sol geralmente é suficiente para cobrir as necessidades desta vitamina em adultos: em geral, você só precisa expor seus braços por 10-40 minutos por dia, dependendo da estação e da cor da pele, evitando no verão a horas centrais, onde o pico de raios ultravioleta aumenta o risco de câncer de pele.

Fontes alimentares de vitamina D:

 

Alimentos considerados os mais úteis para a formação de vitamina D:
• Peixes como arenque, cavala, sardinha, salmão e atum;
• Óleo de fígado de bacalhau,
• Manteiga,
• Queijos gordurosos;
• Gema de ovo;
• Leite;
• Iogurte;
• Suco de laranja;

Mas lembre-se: não adianta comer tudo isso não pegar o sol. É preciso se expor aos raios solares sem protetor para que o corpo metabolize a vitamina, por isso, é indicado escolher horários em que o sol não esteja forte.

Bem, esperamos que artigo tenha sido útil para você! Quer receber nossas atualizações e ficar por dentro dos eventos promovidos pela Criocord?

Então assine nossa newsletter.
Fontes:
https://www.saperesalute.it/vitamina-d-in-gravidanza
Baixos níveis de vitamina D um problema global

Entenda a importância da vitamina D na gravidez

Confira o artigo: Parto normal ou cesariana? – Qual o melhor?

icone-contato-rodape

(85) 3278 4008

(85) 99987 1144 - 24h

criocordcomercial@gmail.com
Rua Isac Amaral, 190
Dionísio Torres CEP 60135-232
Fortaleza - Ceará